Música
Ciranda
Tempo de Brincar lança álbum “Ciranda Dos Orixás” no Sesc Pompéia

Que tal ouvir histórias incríveis da Mitologia Afro-brasileira com Sereias, caçadores e guerreiros ao som de ijexá, jongo e samba de roda?

Pois é nesse universo que transita o novo álbum do grupo Tempo de Brincar, do músico e compositor Valter Silva e da artista visual e atriz Elaine Buzato. Nas 12 canções originais do disco “Ciranda dos Orixás”, uma celebração ao respeito pela ancestralidade e uma homeagem aos orixás e aos cânticos e ritmos que fazem parte de um gigante legado cultural e humano de povos da África.

Uma variedade de ritmos como o afoxé, o maxixe, o tambú, o samba de umbigada e a ciranda em arranjos vocais e instrumentais para viola caipira, violão, flauta, sax, e percussão tecem narrações poéticas entre os orixás e os elementos da natureza, cenas de festas tradicionais e brincadeiras populares.  As letras de Valter Silva são como os orìkís – poemas, textos, rituais ancestrais, que narram histórias de determinadas divindades.

As composições e arranjos levam a um passeio pelos interiores do Brasil como em Tambu pro Saci, música que traz referências ao grupo de batuque de umbigada de Tietê/Piracicaba/ Capivari – região próxima a Sorocaba, interior de São Paulo, onde está a sede do Tempo de Brincar.

No Jongo para São Benedito, o ritmo de palmas convida para a brincadeira, criando um cenário de roça de café. No ritmo de maxixe, a faixa Saudação aos Orixás é um trava língua sonoro que se constrói com as saudações cantadas pelo coro infantil. Na canção Oxumaré, o ciclo da água na terra aparece na letra que se repete e vai mudando de tom, como se fosse subindo em cada cor do arco-íris, contando a história dessa divindade que também é simbolizada pela cobra e faz a união entre dois planos.

O material gráfico criado por Elaine Buzato tem um cuidadoso tratamento artesanal com delicadas ilustrações feitas em cabaças. Para a cultura iorubá, esse elemento tão importante para construir ritmos, cuias, representa também o mundo. Uma cabaça aberta em duas partes carrega o òrun e o àiyé – o céu e a terra.

Com este trabalho, a companhia Tempo de Brincar  tenta, de forma lúdica e sem preconceitos, estimular o aprendizado pela diferença e o interesse por outras culturas, muito importante para nossas crianças.

O lançamento do álbum “Cirada dos Orixás” acontece nos dias 8, 9, 15 e 16 de julho, às 12h, no Teatro do Sesc Pompeia. Ótima oportunidade para conferir de perto as músicas e histórias que encantam crianças e adultos. 

 

 

Serviço:

Tempo de Brincar – lançamento do álbum Ciranda dos Orixás

Dias 8, 9, 15 e 16 de julho de 2017. Sábados e domingos, às 12h.

Teatro

Ingressos: R$5 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$8,50 (credenciado*/usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$17 (inteira).

Classificação indicativa: Livre.

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93.
Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia

A carioca Bianca Jhordão é apresentadora, repórter e vocalista / guitarrista de uma das mais celebradas bandas do cenário underground brasileiro, o Leela. Na televisão, Bianca apresentou programas nos canais Nickelodeon, PlayTV, Canal Brasil e Canal Sony. Também é DJ e mãe do Theo, de 5 anos.

Leave a comment